Empresário

É game design, game developer e CEO da desenvolvedora indie.

Jornalista

É colunista de tecnologia da rádio Band News FM.

Professor

Professor de Jogos digitais e Design gráfico do Centro Universitário UDF.

Palestrante

Em eventos de comunicação, ate e tecnologia.

Artista Digital

Desenhista, animador, infografista, editor de imagem e game design.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Dilma Adventure na CNN

O sucesso de Dilma Adventure é total. Matérias e comentários estão em todas as mídias. O game já foi jogado mais de um milhão de vezes em apenas uma semana de publicação.
Acompanhe a matéria exibida em horário nobre na TV Espanhola CNN.




Jogue também o Dilma Adventure 2:
http://www.gmfgames.com/

domingo, 24 de outubro de 2010

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Jogo brasileiro de maior sucesso na internet




Simples, mas criativo e divertido, Dilma Adventure conquistou a web. No twitter os comentários são os mais variados e engraçados. A proposta de um jogo em flash no estilo dos grandes sucessos Super Mario Bross e Sonic foi capaz de chamar a atenção de milhares de internautas que se divertem e levam a candidata Dilma Rousseff até o Palácio do Planalto, objetivo principal do game.

Na aventura, Dilma precisa colher o maior número possível de estrelas do PT e urnas eletrônicas, desviando dos "zumbis Serra" que perambulam pelo caminho e dos tucanos que tentam atingir a candidata. O bônus é conquistado com a ajuda do presidente Lula quando obtida uma estrela amarela.

O jogo repercutiu na mídia e chamou a atenção até de veículos internacionais, entre eles, BBC, El Mundo e EFE. No Brasil, O Globo, Folha, JB, Terra, IG e diversos veículos e Blogs comentam sobre o produto idealizado por Alex Leal, diretor da empresa brasileira criadora de jogos eletrônicos "Give me Five".


Jogue agora:
http://www.gmfgames.com/dilma

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Dilma Adventure - 100 mil acessos em dois dias!




Há poucos dias da votação, os eleitores mais tensos com os rumos da corrida presidencial podem descontrair de um jeito diferente: jogando. É verdade que o único personagem disponível no game Dilma Adventures é a candidata-título, mas nada impede simpatizantes de Serra de também aproveitarem as horas de lazer conduzindo a petista pelo peculiar cenário, que simula o de tradicionais games arcade, como o famoso Super Mario e Sonic.

O objetivo do jogo é fazer com que Dilma supere obstáculos e consiga chegar até o Palácio do Planalto. No caminho, a petista precisa desviar de zumbis com as feições de seu adversário, José Serra, e de pedras lançadas por tucanos - os passáros mesmo, principal símbolo do PSDB. As estrelinhas vermelhas do PT, recolhidas no trajeto, podem ser atiradas sobre Serra, liberando a passagem. Há, ainda, a possibilidade de se utilizar um ataque especial, no qual o presidente Lula surge para proteger a sua candidata.

Idealizado pela recém-criada Give Me Five Entertainment Group, empresa dedicada a produzir jogos para a web, o Dilma Adventures foi lançado terça à tarde. Nas primeiras 24 horas, a página que hospeda o game recebeu mais de 25 mil acessos, oriundos principalmente das redes sociais. No segundo dia o Jogo chegou a incrível marca de 100 mil acessos. Segundo Alex Leal, fundador da Give Me Five e simpatizante da campanha da Dilma, o jogo levou apenas um mês para ficar pronto. Professor de uma universidade particular de Brasília, ele escolheu pessoalmente quatro de seus melhores alunos para participarem do projeto, Roberto Guedes, Raphael Nunes, Felipe Vieira e Otávio Soato.

"Já com tudo pronto, fizemos uma apresentação para a campanha de Dilma, e eles gostaram bastante. Nossa proposta foi criar um jogo educativo, que não soasse sanguinário ou agressivo" - explica Alex.

A ideia surgiu a partir das eleições americanas, quando os organizadores da campanha de Barack Obama criaram jogos semelhantes - vale lembrar que a participação de internautas é tida como decisiva no pleito que alçou Obama à presidência. De acordo com o professor, a equipe que produziu o game simpatiza com a candidatura de Dilma, mas nenhum deles é militante do PT. O mais curioso é que não são só os eleitores da petista que têm se divertido com as peripécias virtuais de Dilma.

"Pelos comentários que temos visto principalmente no Twitter, há muitos simpatizantes de Serra jogando e elogiando. Nós mesmo achávamos que o público seria mais restrito a partidários do PT, mas nos surpreendemos" - finalizou Alex.

Para jogar click:
http://www.gmfgames.com/dilma

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Uma questão de ética ou de bom senso?





Muito se discute sobre a utilização do Photoshop em edições de imagens. Este fato não é recente, em 1994 a Time publicou uma foto do então jogador de futebol americano O.J Simpson, a imagem foi alterada ganhando uma coloração bem mais escura que a foto original. Esse fato gerou uma polêmica sobre o uso de tecnologias que podem manipular a informação e também de como os americanos retratavam seus cidadãos afro-americanos.

A playboy é uma publicação que usa muitos recursos do Photoshop em suas edições. Não podemos dizer que as modelos são feias, porém, a tecnologia dá uma mãozinha. Talvez o grande problema das edições seja o exagero. Os artistas abusam dos recursos e as fotos perdem a naturalidade. É bom lembrar que a Playboy conta com grandes fotógrafos, iluminadores e maquiadores, uma equipe de primeira linha.

Nas minhas aulas de edição de imagem, procuro orientar meus alunos a terem bom senso. Uma pintinha, uma marquinha de nascença não tira a beleza de ninguém. Uma das explicações da Palyboy para os “ exageros” é que a revista vende fantasias.

Até concordo com essa posição, mas as publicações masculinas devem achar um equilíbrio entre fantasia e arte, naturalidade e plasticidade.