quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Sobre massacre em Manaus




BOMBA-RELÓGIO

Massacre em presídio de Manaus é resultado do punitivismo do Estado

O massacre do presídio em Manaus, que resultou na morte de 60 presos durante uma rebelião, não é um caso isolado nem pontual. É o resultado de uma política de Estado que acredita no encarceramento como fórmula mágica para enfrentar a criminalidade. Para os ministros Marco Aurélio e Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, juízes e advogados, as mortes têm como causa, em última instância, o punitivismo do Estado.

Leia a matéria completa no site CONJUR

0 comentários:

Postar um comentário