quarta-feira, 16 de março de 2016

Delcídio e Sergio Moro destroem Lula e Dilma na paródia indie Angry Brasil

Por: Kao Tokio/ publicado no Drops de Jogos



"Em meio a maior crise política dos últimos anos, que tal se divertir atirando Moros e Delcídios no governo?", pergunta criador Alex Leal.
O professor e desenvolvedor indie de games Alex Leal acaba de lançar Angry Brasil, game de estratégia de tiro baseado no sucesso Angry Birds, da finlandesa Rovio.
Desenvolvido pelo estúdio Lizards Games, sediado em Brasília, o mini game satiriza a atual crise política brasileira. O jogador calcula ângulo e força para arremessar cabeças dos personagens centrais da crise Delcídio Amaral e Sergio Moro e destruir as estruturas, como acontece no game da Rovio. De acordo com Leal, que produziu a brincadeira sozinho em apenas 2 dias, a empresa sente bem o clima de polarização e debates políticos acirrados da capital do país. "Os personagens não poderiam ser outros. Eles são o grande destaque na mídia e o game traz mais alegria a este momento tenso do pais", informou o desenvolvedor, em rápida conversa com o Drops de Jogos.
Mesmo as dificuldades tributárias e os altos impostos do setor não são suficientes para travar a criatividade brasileira e os games estão em franca expansão no Brasil, acredita Leal. "Os jogos brasileiros ganham cada vez mais espaço internacional, assim como apoio de startups e grandes estúdios. Sejam pequenos jogos, feitos por pura diversão, como é o caso de Angry Brasil, ou um game de ponta como o Alkimya, desenvolvido pela Bad Minions, também aqui de Brasília, as empresas de criação de jogos digitais seguem consolidando o mercado", explicou o desenvolvedor.
"Em meio a maior crise política dos últimos anos, que tal se divertir atirando Moros e Delcídios no governo? O Angry Brasil é praticamente uma paródia do game Angry Birds, com a diferença que o jogador não atira pássaros em porcos, e sim Moros e Delcidios no Lula e na Dilma", continuou, destacando a importância da cultura de games também no campo político: "Os jogos digitais são mídias sólidas, culturais e porque não políticas?"
O docente do UDF Centro Universitário informou que colocará novas fases e atualizará o game com outras novidades conforme os acontecimentos em Brasília forem mudando o panorama político. O jogo, que em breve ganhará também versão para dispositivos móveis, pode ser acessado no site da Lizard Games.
Acompanhe Drops de Jogos no Facebook e no Twitter.







0 comentários:

Postar um comentário