terça-feira, 3 de maio de 2011

Viajar

“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto.

Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”

Amyr Klink

1 comentários:

  1. Olá meu caro amigo professor!

    Não deve me reconhecer eu acredito pelo meu nick, pelo menos não a principio, mas por fim passei aqui para deixar um alo rápido, pois estou correndo para deixar tudo arrumado para mais uma rotina de trabalaho e faculdade amanhã.

    É explendido o texto que colocou.
    Concordo plenamente com a ideia que elhe impõe.

    Afinal, uma vez que viajamos a lugares distintos, com pessoas, e ritmos variados, temos acesso a diversas culturas, jeitos de viver, e acabamos mais completos por inspirar um mundo bem alem de nossa convencional sociedade.

    Isso me recorda de um sentimento seu, de hora dessas debandar para outros cantos.
    Acredito que pode ser recompensador sair de Brasilia para um local que considere ser mais compativel com um tipo de vida que pretende levar, se um dia vier a fazer isso, porem, vale sempre considerar perdas e ganhos.

    Ademais meu camarada, te admiro pela forma como pensa, os conhecimentos que tem, e a forma como encara a vida.

    Um grande abraço

    Wendel aka Bersebah

    ResponderExcluir