quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Uma questão de ética ou de bom senso?





Muito se discute sobre a utilização do Photoshop em edições de imagens. Este fato não é recente, em 1994 a Time publicou uma foto do então jogador de futebol americano O.J Simpson, a imagem foi alterada ganhando uma coloração bem mais escura que a foto original. Esse fato gerou uma polêmica sobre o uso de tecnologias que podem manipular a informação e também de como os americanos retratavam seus cidadãos afro-americanos.

A playboy é uma publicação que usa muitos recursos do Photoshop em suas edições. Não podemos dizer que as modelos são feias, porém, a tecnologia dá uma mãozinha. Talvez o grande problema das edições seja o exagero. Os artistas abusam dos recursos e as fotos perdem a naturalidade. É bom lembrar que a Playboy conta com grandes fotógrafos, iluminadores e maquiadores, uma equipe de primeira linha.

Nas minhas aulas de edição de imagem, procuro orientar meus alunos a terem bom senso. Uma pintinha, uma marquinha de nascença não tira a beleza de ninguém. Uma das explicações da Palyboy para os “ exageros” é que a revista vende fantasias.

Até concordo com essa posição, mas as publicações masculinas devem achar um equilíbrio entre fantasia e arte, naturalidade e plasticidade.

0 comentários:

Postar um comentário